Encontrado corpo do empresário de Salto Del Guairá Cristóbal Rojas Vallejos (Nene)

O procurador Vicente Rodríguez confirmou que esta manhã encontraram

Cristóbal Rojas Vallejos
Cristóbal Rojas Vallejos

o veículo do empresário Cristóbal Rojas Vallejos, vulgo “Nene”, desaparecido ontem em Salto del Guairá. Ele acrescentou que foi sequestrado por duas pessoas quando foi visitar o túmulo de seu filho e minutos depois também receberam informações sobre a descoberta do corpo, no quilômetro 2 da Rodovia PY03. A vítima foi levada a força por dois homens para seu próprio veículo conforme declarado por testemunhas e teria sido torturada antes de ser baleada

A denúncia do desaparecimento foi feita na madrugada por sua esposa Valdineia Pereira. A partir desse momento, as investigações começaram e os pertences pessoais do homem foram encontrados no túmulo de seu filho.

Em relação aos antecedentes do crime, o promotor esclareceu que não está conduzindo a investigação, mas aparentemente nenhum dado adicional está sendo tratado. “Certamente com o andamento das investigações veríamos se havia alguma ameaça contra a família, contra ele, para algum negócio …”, acrescentou.

Sinais de tortura

Por sua vez, o Comissário Leonor Barrios, Chefe de Investigações da Polícia de Canindeyú, confirmou que o corpo é do empresário e foi encontrado com ferimentos a bala em várias partes do corpo. Ele ressaltou que a vítima tem traços de ter sido torturada e algemada antes de ser morta.

“Foi muito sangrento (o homicídio); Dá para ver que ele foi algemado e torturado”, acrescentou em contato com a ABC. Sobre a localização exata do corpo, ele destacou que ficava a 7 ou 8 quilômetros do rio Paraná, em uma área arborizada. A denúncia sobre a descoberta foi feita por moradores da área e presume-se que ela só tenha sido abandonada no local, pois ainda não encontraram vestígios de projéteis.

O delegado frisou que, segundo dados de testemunhas, o homem foi levado à força quando se preparava para deixar o cemitério.

Membros do Departamento de Investigações, já iniciaram as investigações das câmeras do circuito fechado do Município, primeiro com o objetivo de descobrir o paradeiro dos então desaparecidos e agora para encontrar dados sobre seus sequestradores e assassinos.

Fonte: ABC PY

Você pode gostar também